Alimentação da criança que se distrai facilmente

Clique e conheça
os outros perfis:

Dra. Denise Mendonca Coelho
Por
Mirella Pasqualin, Nutricionista

Uma das dificuldades alimentares identificadas nas crianças é a distração no momento das refeições. Geralmente, se distrair facilmente pode estar associado a uma outra característica marcante das crianças seletivas: a realização de refeições de forma bastante lenta1,2.

Tendo isso em vista, é preciso saber identificar se a criança come devagar, por não ter pressa, aproveitando a refeição com calma e atenção aos alimentos; ou se a criança demonstra desinteresse pela refeição, voltando sua atenção para outros aspectos do ambiente e, por isso, torna a refeição excessivamente lenta.

Apressar a criança a comer ou encerrar a refeição antes que ela esteja saciada ou ainda quando a ingestão não foi suficiente para suprir suas necessidades pode ter um impacto indesejável na formação de seu comportamento e hábitos alimentares. Nesse sentido, essas atitudes podem prejudicar seu mecanismo interno de fome e saciedade, além de potencialmente comprometer a ingestão correta de nutrientes e outros compostos importantes ao seu crescimento e desenvolvimento adequados3,4.

Ainda, é comum identificar um tipo de criança que se distrai com facilidade, mas não necessariamente prolonga o tempo da refeição. Essas crianças são, geralmente, muito ativas, apresentam apetite reduzido e se mostram mais interessadas no ambiente do que no alimento2. Sua ingestão de nutrientes também pode ser prejudicada se esse comportamento for mantido em longo prazo5.

Sabendo que a duração ideal de uma refeição gira em torno de 30 minutos, o melhor caminho para superar a dificuldade alimentar da distração é voltar o foco para o momento da refeição, o que pode ser feito de diferentes maneiras2,5,6:

Estabelecer horário e local fixos para a realização da refeição, instituindo uma espécie de rotina, que pode facilitar a concentração da criança para esse momento;

Evitar distrações no ambiente, tais como brinquedos, televisão e outros aparelhos eletrônicos, além de músicas estimulantes, justamente para auxiliar na manutenção do foco na refeição;

Envolver toda a família nas atividades de preparo e consumo da refeição, se possível, o que pode despertar o interesse da criança por todo o processo;

Estimular os diferentes sentidos da criança, por meio de alimentos com cores, sabores, aromas, temperaturas e texturas variados, para atrair seu interesse por diversos alimentos;

Priorizar assentos mais altos para a criança, de modo que ela visualize a mesa, os alimentos disponíveis e as pessoas que estão com ela, auxiliando na sua inclusão no momento da refeição, além de evitar que se distraia com algo à sua altura (abaixo do nível da mesa) ou no nível do chão.

Dicas como essas podem ajudar na construção de bons hábitos alimentares das crianças e permanecer ao longo de toda sua vida.

Referências bibliográficas

Dicas práticas:
para crianças que se distraem facilmente

Use a criatividade para preparar os alimentos

Os alimentos em si podem ser atrativos para as crianças. Portanto, use a criatividade para montar pratos coloridos e divertidos, que estimularão sua curioridade. Deixá-las tocar nos alimentos e brincar com eles também pode ser muito positivo!

Determine um tempo para as refeições

Uma ideia para engajar as crianças é o envolvimento de toda a família com um “jogo” em que todos devem comer entre 20 e 30 minutos, mastigando devagar. A cada refeição, um “placar” é construído e quem comer em tempo maior ou menor não pontua!

Utilize utensílios especiais para as crianças

Os utensílios também podem contribuir para despertar o interesse das crianças nas refeições. Por isso, escolher prato, colher, garfo e copo especiais são bem-vindos como ferramentas para incentivar a criança a se alimentar.

Acomode seu(sua) filho(a) à altura da mesa

É importante que as crianças se sentem em uma cadeira com altura adequada ao seu tamanho, para que elas possam ver a mesa, o que está servido e as pessoas que estão com elas. Cadeiras muito baixas ou muito altas podem atrapalhar ou ainda facilitar possíveis distrações.

Planeje as refeições da semana

O planejamento das refeições vai desde decidir o cardápio da semana, dedicar tempo para a compra dos ingredientes até o preparo e realização das refeições em família, o que certatamente trará melhor qualidade à alimentação dos pequenos.

Compre on-line agora!

© 2017. Todos os Direitos Reservados. Produto sujeito à disponibilidade nas praças comercializadas.

Inkuba